Sobre o autor

Kennyo Ismail é escritor, revisor técnico, tradutor, palestrante, professor universitário e pesquisador, com bacharelato em Administração pela Universidade de Brasília – UnB, MBA em Gestão de Marketing pela Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação – ESAMC, e Mestrado Acadêmico em Administração pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas – EBAPE-FGV.

Como administrador, atuou em grandes empresas de âmbito nacional, como Brasil Telecom, Oi e Diários Associados, assim como em órgãos da administração pública distrital e federal. E como acadêmico, manteve vínculo com instituições como UnB, FGV, Ibmec, Anhanguera e UniCEUB.  

Seu primeiro contato com a Maçonaria foi graças à Ordem DeMolay, tendo sido, enquanto DeMolay Ativo, Mestre Conselheiro, Ilustre Comandante Cavaleiro, Mestre Conselheiro Regional, Mestre Conselheiro Estadual Adjunto e Mestre Conselheiro Estadual de Minas Gerais. Já como maçom, pôde retribuir à Ordem DeMolay servindo como Presidente de Conselho Consultivo, Grande Orador Distrital, membro da Comissão Nacional de Relações Fraternais e Presidente das Comissões Nacionais de Relações Internacionais e de Educação. É Chevalier e Legionário Ativo da Ordem DeMolay.

Na Maçonaria Simbólica, é Mestre Instalado, tendo sido Venerável Mestre da Loja Maçônica “Flor de Lótus #38” e da Loja de Estudos e Pesquisas “Dom Bosco #33”, ambas filiadas à Grande Loja Maçônica do Distrito Federal – GLMDF. É membro honorário das Lojas Maçônicas “Construtores do Adro #225″, Construtores da Esperança #226” e “Ahiman Rezon #256”, filiadas à Grande Loja do Estado da Bahia – GLEB; da Loja “Arautos dos Ritos Maçônicos #747”, filiada à Grande Loja do Estado de São Paulo – GLESP; e da Loja “Tiradentes”, filiada à Grande Loja Maçônica do Estado do Espírito Santo – GLMEES. Foi Grande Bibliotecário da Grande Loja Maçônica do Distrito Federal e é portador da Comenda do Mérito Literário “José Castellani” (GODF-GOB).

No Rito de York, é Past Sumo Sacerdote do Capítulo “Fredericksburg #16” de Maçons do Real Arco, filiado ao Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil; Past Grão-Mestre do Supremo Grande Conselho de Maçons Crípticos do Brasil; membro vitalício do General Grand Council of Cryptic Masons International; e Cavaleiro Templário.

33º grau do Rito Escocês Antigo e Aceito, é membro honorário do Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria para a República Federativa do Brasil; e no Shriners,  foi Presidente do Almas Brasília Shriners Clube (2014), e membro do Membership Committee do Almas Temple (2015), de Washington, DC.

No Grand College of The Holy Royal Arch Knight Templar Priest and Order of Holy Wisdom é membro da Ordem da Sagrada Sabedoria,  Past High Priest do Tabernáculo Villas-Boas e Past District Director of Ceremonies do Distrito 55 da Ordem, que engloba o Centro-Oeste e o Norte do Brasil.

É Editor-chefe da revista “Ciência & Maçonaria”, a primeira revista acadêmico-científica dedicada ao estudo da Maçonaria na América do Sul, vinculada ao NP3-CEAM-UnB; professor dos cursos de pós-graduação em “História da Maçonaria” pela UnyLeya e em “Maçonologia” pela Uninter; e membro da Academia Maçônica de Letras do Distrito Federal, ocupando a cadeira 33. Ainda, atua como assessor de Comunicação e Marketing da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil – CMSB, e como Diretor de Comunicação da Conferência Mundial de Grandes Lojas Maçônicas Regulares – WCRMGL (2019-2020).

Palestrante conhecido no meio maçônico, é autor de diversos artigos publicados em várias revistas e sites maçônicos no Brasil e em outros países. Foi revisor técnico e prefaciou a edição brasileira do livro Maçonaria para Leigos (2015); traduziu e comentou a obra “Ahiman Rezon – A Constituição dos Maçons Antigos” (2016); e é autor dos livros: “Desmistificando a Maçonaria” (2012), “O Líder Maçom” (2014), “Debatendo Tabus Maçônicos” (2016), “História da Maçonaria Brasileira para Adultos” (2017), “Um Clone para Deus” (2017), e “O Livro do Venerável Mestre” (2018).

34 comentários sobre “Sobre o autor

  1. Boa noite meu Ir.’.
    A A.’. M.’. E.’. C.’. e sou membro ativo da ARLS Arraial da Ajuda n. 70, filiada ao GOE-MT no Oriente de Cuiabá, que pratica o Rito de York.
    Gostaria que pudesse me ajudar sobre pesquisas ou material sobre o fundamento das Colunas B e J ficarem dentro do T.’. e qual o local exato.
    Na nossa loja elas ficam a frente da porta por onde ingressam os candidatos à iniciação.
    TFA

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Rodrigo, recomendo a leitura do seguinte post aqui do blog: http://www.www.noesquadro.com.br/2011/03/as-colunas-sao-dentro-ou-fora-do-templo.html

    1. Perdão, corrigindo “Arraial da Forquilha n. 70”

  2. Apenas para informar que tambou sou um Ir.’. M.,’. M.’., obreiro da nossa A R L S “Profeta Issa”, Or.Teixeira de Freitas, BA.

  3. Bom dia Irmão Kennyo!

    Gostaria de um material que fale das colunas e pilares da maçonaria.

    Tem como?

    Abraços.

  4. ola, estou procurando um maçon esclarecido para entender da melhor forma possivel o mundo maçon. Conheçe algum para me indicar com o termo, 2b1ak1

    Kennyo Ismail – 2b1ask1 significa “para ser um, pergunte a um”.

  5. Gostaria de maiores informações sobre os fundamentos da maçonaria e se literaturas sobre a Maçonaria e a kabala.

    Grato

  6. Prezado Irmão Kennyo;

    Sou Vm de uma loja maçônica CLAM – Compromisso, Lealdade e Amizade, nº. 788 filiada GLESP, adotamos o Ritual da Emulação, gostaria de saber se possível:
    1- como fazer contacto com o irmão para uma palestra em nossa loja?
    2- assim como, os detalhes de sua locomoção e honorários.

    Caso interessar gostaria de deixar meu email: albertobenlulu@hotmail.com
    telefones: (11) 32882565, (11) 9.9662.2342

    Fraternalmente.
    ALBERTO A. BEN LULU

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Alberto, enviarei e-mail em pvt para você.

  7. gostaria de fazer contato com o irmão Kennyo.

    Att

    ALBERTO A BEN LULU

  8. Meu irmão, assim como o irmão acima também estou precisando do seu contato para conversar a respeito de palestras. Aguardo a resposta. Grato.
    email: caio_773@globo.com

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Caio, por favor, entre em contato por e-mail: kennyoismail@www.noesquadro.com.br

  9. Senhores, boa tarde.
    Fiz uma compra no sabado pela manhã e o sistema informa que o pagamento está “pendente” – como proceder? O débito já consta em meu cartão.
    Desculpem, não encontrei outra forma de me comunicar, por isso o faço por aqui.

    Kennyo Ismail – Angelo, boa noite. Em alguns casos, demora-se até 48 horas entre a confirmação de pagamento do PagSeguro e a liberação no sistema. De qualquer forma, já fizemos manualmente a liberação. Qualquer dificuldade, pode entrar em contato pelo e-mail escola@noesquadro.com.br

    1. Ok, obrigado.
      Espero voltar a ver o Respeitavel Irmão no Curso de Maçonologia.
      Até lá!

  10. Olá!
    Tive o prazer de ler o livro “História da Maçonaria Brasileira para adultos” e gostaria de deixar aqui registrado o prazer dessa leitura.
    Buscava nessa literatura apenas esclarecimentos históricos, porém essa obra foi muito mais além e apresentou um estudo bem fundamentado e atrativo.
    Parabéns! SFU!

    Kennyo Ismail – Muito obrigado, meu irmão. Fico muito feliz que tenha apreciado a leitura! TFA.

  11. Olá, sou de Santa Catarina e estive na sua palestra na grande assembleia na GLDF no dia 21-08, muito bem apresentada, parabéns.

    Meu e-mail de contato está no cadastro.

    Amauri

  12. Bom dia!!! Grande e Mui Valoroso Mestre.
    Estou buscando subsídios para uma pesquisa que não estou tendo sucesso, pois não a encontro…
    Por isso, rogo que caso o Ir.’. tenha alguma coisa sobre o tema me faça o entendimento. Eu faço parte da Loja Estrela da Aurora, ao Or.’. de Sapiranga, no Rio Grande do Sul, Loja esta filiada ao G.’.O.’.R.’.G.’.S.’. . O Tema da pesquisa é sobre: ‘A Abertura do Livro da Lei’ , temos conhecimento que nem todos os ritos utilizados no Brasil realizam a abertura do Livro da Lei. Entretanto, o questionamento que foi exposto e, me fez pesquisar foi o que ocorre quando o Livro da Lei não for a Bíblia Sagrada, … o que ocorre… por exemplo quando for o Torá, os Vedas, O Alcorão… Também é lido Versículos, ou é adotado outro procedimento. Desde já agradeço por disponibilizar esta oportunidade de estar consultando.
    S.’.F.’.U.’.
    Ir.’. Paulo R.E. Meirelles

    Kennyo Ismail – Meu Ir.´. Paulo, depende do rito. TFA.

  13. Boa noite Prezado Veneravel kennyo ,
    Sou |Rio de Janeiro e fui iniciado na Loja GOI na Luz em Sao Paulo , gostaria receber informaçoes por email sobre literatura , eventos para crescimento espiritual e filosofico .
    Gadu abençoe sua vida ricamente com sua paz.

    Kennyo Ismail – Cadastramos seu e-mail em nosso informativo e, a partir de agora, receberá nossa newsletter com as novidades do blog.

  14. Valho-me desta seção para comunicar-me com o blog, pois não há um link para tanto.
    Tentei ler um artigo e me pediu o e-mail. Forneci e recebi o aviso de e-mail desconhecido.
    Estranhei, pois recebo normalmente o Boletim. Tentei inscrever-me e não há onde na página.
    Podem me orientar?

  15. Bom dia Irmão Kennyo!
    Sou aluno da pós graduação em Maçonologia e primeiramente gostaria de parabanizá-lo pelas aulas e tambem pelo excelente livro “A historia da maçonaria no Brasil para adultos”.
    Caso o Irmão possa, preciso de um contato com o nobre irmão para falar sobre o Real Arco.
    Atenciosamente,
    Paulo Henrique,
    ARLS Fraternidade e Harmonia nº 234
    Or.’. São João del Rei/MG

    Kennyo Ismail – Prezado Ir. Paulo Henrique, segue meu e-mail: kennyoismail@www.noesquadro.com.br

  16. Meu resp:. Ir:. Ismail:

    Solicitei ao Ir:. o artigo QUANDO O GOB ERA SOCIALISTA, pois não me foi permitido acessá-lo no
    site. Creio que meu pedido não foi recebido.
    Se puder atender-me, agradeço.
    Abraço tríplice e fraterno.

  17. Tenho dúvidas quanto ao toque de Ap ∴M∴
    O ritual traz uma abordagem especifica mas o que vejo é que na prática não existe um padrão e os “achismos” são perpetuados.
    Existe algum estudo que possa me esclarecer?

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Thiago, os toques algumas vezes variam de um rito para outro. Mas aqui no blog nunca tratamos de modos de reconhecimento.

  18. Caríss.’. Ir.’. Kennyo
    Em primeiro lugar quero parabenizar pelas aulas no Curso Maconologia, apesar de apenas, fazer um pouco mais de uma década que participo da Ordem, mas como buscador de sabedoria, afirmo que a muito a nação brasileira necessitava destas preciosas informações de ensinamento que estão sendo passadas , já cumprimentei o Prof. Álvaro, e neste momento quero lhe cumprimentar…
    Muito obrigado por existir!!!
    Ir.’. Paulo Meirelles
    meirelles@sinos.net

  19. Contacto para literatura e filosofia

  20. Prezado Ir.’. Kennyo.
    Estou pesquisando sobre os motivos da inclusão do grau 3 na maçonaria (sabemos que no passado os ritos possuíam apenas os graus de aprendiz e companheiro). Procuro fontes que possam me guiar neste trabalho. O Ir.’. poderia me indicar algum artigo ou livro?
    Grato. Fraterno Abraço!

    Kennyo Ismail – Meu Ir.´. Emerson, David Harrison (The Genesis of Freemasonry, etc.), Robert Cooper (Revelando o Código da Maçonaria, etc.) e Harry Carr (Six Hundred Years of Craft Ritual, etc.) pesquisaram a respeito. TFA.

  21. Caro Ir.: Fiz o módulo de História Geral da Maçonaria no Mundo e no Brasil e os Cursos à Distância da Escola no Esquadro. Se possível, informar-me sobre o novo Curso. Como minha Loja é do Rito de York – Blues Lodges, gostaria de saber sobre literatura em português. Grato Sebastião.

  22. Boa noite Irmão Kennyo.

    Estou formatando um trabalho com algo no foco de deixar claro que MI não é grau, tão pouco grau 33 do REAA seja alguém superior no simbolismo.
    Conheço seu ímpar saber por acompanhá-lo na Uni Acácia e também na escada do RY, na certeza de que sua sapiência em maçonaria não se limita às colunas dum Templo ouso indagar.
    Consegue me enviar algo seu, por gentileza, para que seja anexado a minha bibliografia.

    Fiel e Sinceramente

    Octávio Castilho

  23. Irmão Kennyo,
    O que você tem de informação sobre a leitura do Livro da Lei em sessão de Aprendiz e, em particular, do salmo 133? Estou precisando de coisas do tipo:
    – quando o Livro da Lei começou a ser lido (no exterior e no Brasil);
    – o que era lido então;
    – quando o Salmo 133 passou a ser lido e por que.
    Agradeço antecipadamente.
    Um TFA.

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Sérgio, ainda não me dediquei a estudar essa questão. TFA.

  24. Boa noite ilustre irmão,

    Como faço o cadastro em seu blog?

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Eduardo, é só clicar em “Informativo” no menu superior horizontal (tarja preta) ou acessar o link: https://www.noesquadro.com.br/informativo/

  25. Meu irmao Kenyo, quem fala é Mauricio Mafra, Oriente de Criciuma SC, e eu precisa entrar em contato com vc, ja que estou indo a NY e gostaria de algum contato seu para visitar alguma Loja lá. For favor, aguardo seu retorno no meu email. TFA

    Kennyo Ismail – Meu Ir. Mauricio, segue meu e-mail: escola@noesquadro.com.br

  26. Bom dia Ir Kennyo,

    Ir Carlos Ferreira, M M, Oriente de Muritiba-BA.

    Acabei de adquirir o Livro História da Maçonaria no Brasil, em razão de estar sendo seu aluno no curso de Maçonologia e o conteúdo do curso ser bastante profundo e esclarecedor. Achei por bem adquirir essa obra, com vistas a proporcionar aos demais IIr os conhecimentos ali descritos.

    Aproveitando a oportunidade, gostaria de saber do Ir onde adquiro os Rituais dos Ritos Brasileiro, Emulação e York, dentre outros.

    Grato

  27. Bom dia dileto irmão!

    Assisti vossa palestra neste ano na ARLS Nove de Julho, no palácio da GLESP, e me interessei bastante sobre sua explicação em torno da Corda de 13 nós. Contudo, não consegui achar no seu site nenhum artigo a respeito e sempre que me pego debatendo o assunto, chego a citar o que lembro, mas sem tanta propriedade, já que não tenho sequer a fonte para citar. Logo, se puder me ajudar, peço que me diga se há alguma publicação sua aqui no site ou em algum dos seus livros. Muito obrigado e meus cumprimentos pela sua vitoriosa jornada!

    Kennyo Ismail – Meu irmão Cassiano, infelizmente ainda não tenho artigo publicado sobre a corda aqui no blog. Espero em breve poder atender essa demanda!

  28. Ir:. Kennyo – estamos interessado na Revista C&M pois pertenço também a uma Loja Universitária como podemos fazer a assinatura dessa conceituada Revista e inclusive possuímos material para enviar para referida Revista. Conheci voce no curso de pós Lato Sensu na UNINTER. Acompanho todas as edições nos últimos dois anos desse Revista pelo nível e da forma científica.

  29. Sou filho de maçon e gostaria de receber algum conteúdo de leitura afim de poder aprender mais do que se trata a ordem. Meu falecido pai era uma pessoa muito culta , e inteligente, dono de dois cursos superiores e outras vastas areas de conhecimento. Sou paranaense da cidade de Ibipora. Segue contato fone 43 984039331.

  30. Boa tarde Kennyo Ismail.
    Apareço novamente para continuar no desbaste da pedra bruta.

    Venho reparado durante as sessões o percurso que o M.’. de CCer.’. realiza por ocasião do giro do Saco de PProp.’. e IInf.’. . Especificamente, me chama a atenção a sequência dos irmãos atendidos pelo saco e algum possível simbolismo originado ao final dessa percurso.

    Perguntas:
    1) há previsto em algum ritual a ordem em que o saco deve passar por cada irmão ?? Se não houver, baseado em que a sequência/ordem foi estabelecida ??
    2) existe algum significado simbólico ”revelado” ao final do giro do saco ?? Caso sim, qual ?? Agradeço se fazer comentários sobre essa pergunta.

    Desde já, agradeço por sua atenção.

    Att, Rosembergue.

    Kennyo Ismail – Meu Ir. Rosembergue, infelizmente não trato de detalhes ritualísticos aqui no blog.

  31. Irm Kennyo: Gostaria de saber se há alguma obra de sua autoria para lançamento em breve ou encaminhada à Editora. Fraternalmente. Sebastião.

    Kennyo Ismail – Meu Ir. Sebastião, sim: https://www.catarse.me/ordemsobreocaos

  32. Prezado Ir.’. Kennyo, boa tarde!
    Sou filiado a uma Grande Loja Regular e minha Loja adota o REAA. Existem em nossa Grande Loja, Lojas que adotam outros ritos, também regulares.
    A dúvida que tenho se baseia em um artigo do Ir.’. (OS CALENDÁRIOS MAÇÔNICOS E SUAS CORRETAS APLICAÇÕES) publicado no site “O MALHETE”. Nossa Grande Loja adota o ano novo JUDAICO como marco para o início do ano da V.’.L.’.. Ou seja, neste ano de 2019, o ano 5780 da V.’. L.’. se dará em 29/09/2019. Isso está correto?
    Grato pelo retorno.
    TFA

    Kennyo Ismail – Meu Ir. Julio, entendo que não há que se falar em certo ou errado. Como uma Grande Loja é soberana, ela pode até inventar seu próprio calendário. TFA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *