Publicado em

BANQUETE RITUALÍSTICO: A LOJA DE MESA

“Corinthian Lodge #67” – Farmington, Minnesota

É do ser humano comemorar datas importantes entre seus pares com banquetes. Com o maçom não poderia ser diferente. O costume da Loja de Mesa, muito chamado no Brasil de “banquete ritualístico”, é observado desde, pelo menos, o século XVII. Era realizado principalmente em observância aos dias dos Santos de nome João, ou seja, nos Solstícios.

Já no século XVIII, com o surgimento das primeiras Grandes Lojas, as Lojas de Mesa começaram a seguir regras rígidas, principalmente no tocante ao álcool. É claro que, para o cidadão do século XVIII e meados de XIX, isso foi um grande desestímulo.
Apesar dessa época de “lei seca”, quase reinante na Maçonaria do Século XVIII e que ainda persiste em muitos países, esse importante costume foi mantido e observado por diferentes Corpos Maçônicos. Um destaque é a Cerimônia de Endoenças do Capítulo Rosa-Cruz do Rito Escocês.
Uma Loja de Mesa, ou seja, um Banquete Ritualístico, possui ritualística própria, destacada por algumas características comuns: restrito a maçons; servido por Aprendizes; mesa em “U”; substituição dos nomes dos objetos e ações por outros; pelo menos 07 brindes, entre eles ao Presidente da República, ao Grão-Mestre ou dirigente da Potência, ao Venerável Mestre ou Presidente do Corpo que a realiza, a todos os maçons do mundo.
O maior problema das Lojas brasileiras que desejam realizar um Banquete Ritualístico é a ausência de rituais e manuais oficiais fornecidos pelas Obediências, o que faz com que os banquetes difiram muito entre as Lojas. A Loja de Mesa é um excelente modo para uma Loja comemorar alguma data especial de maneira diferente. Seja com álcool ou não, defenda essa ideia.

7 comentários sobre “BANQUETE RITUALÍSTICO: A LOJA DE MESA

  1. Já participei de um elaborado nos termos que você delineou. Realmente é muito bom, harmonioso, divertido, e acima de tudo muito fraternal.

    Uma pena que é pouco conhecido, e muito menos praticado.

    Parabéns pelo conteúdo, um (…)
    TFA

  2. Participo hj de meu primeiro Banaquete, em pesquisa encotrei sua materia que com certeza ira me ajudar muito no dia de hj ..

    TFA .´.

  3. Assim como o Ir.'. Gustavo, participei ontem do meu 1º Banq.'.
    Realmente foi algo inigualável. Não vejo a hora de participar do 2º, o que ocorrerá em junho próximo.
    TFA a todos meus IIr.'.

  4. TODA LOJA DEVERIA FAZER PELO MENOS DUAS POR ANO. CONFRATERNIZAÇÃO PURA. ESTIMULANTE AOS APRENDIZES.

  5. Mano Kennyo, surgiu uma boa polêmica…deve o Aprendiz saber antecipadamente seu papel na Loja de Mesa…ou deve ser uma surpresa?
    Qual sua opinião?
    TFA

    Kennyo Ismail – Se a Loja que realizará a Loja de Mesa der esse papel ao Aprendiz, entendo que deverá informá-lo a respeito. Principalmente se ele tiver que pagar pela participação como todos os outros, o que geralmente acontece. No entanto, devo registrar que esse papel do Aprendiz em Loja de Mesa não é comum no mundo maçônico, sendo uma invenção brasileira. O normal é que haja uma mesa de serviço para que cada irmão possa se servir, ou, como de costume, as vasilhas com a comida circulam na mesa pelas mãos dos irmãos, como se faz em família. TFA.

  6. Solicito me informar? Por que no Banquete Ritualistico a Mesa tem forma de ferradura (pergunta)
    Por favor, gostaria de saber. . . Mesa em forma de ferradura . . .

  7. Caro Ir.’. Ismail

    Apenas a título de contribuição no Ritual Restrito de Jantar Ritualístico (Loja de Mesa) do R.’.E.’.A.’.A.’. do GOB consta que os serventes são os IIr.’. Aprendizes. No caso de insuficiência de Aprendizes, será permitido que não-maçons possam atuar como serventes.

    Fraternalmente
    NEWTON AGRELLA
    M.’.I.’. Gr.’.33
    Membro Ativo da
    ARLS ESTRELA DO BRASIL 3214
    G.’.O.’.S.’.P.’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *