Publicado em

O QUE É A MAÇONARIA?

O que é a Maçonaria? Essa pergunta tem sido feita por diferentes pessoas e instituições, em diferentes situações, das mais diferentes épocas e lugares. E, por sinal, as respostas também têm sido das mais diversas.

A literatura maçônica nos fornece as mais distintas definições do que é a Maçonaria, não havendo uma que possa ser considerada a versão oficial da instituição ou mesmo que descreva satisfatoriamente o que realmente é a Maçonaria, o que torna desafiadora a missão de defini-la.

A definição mais comum de Maçonaria em uso em todo o mundo é a de que Maçonaria é “um belo sistema de moralidade velado em alegoria e ilustrado por símbolos”. O que poucos parecem saber é que essa definição é derivada de outra, de autoria do sábio William Preston (1772), que considerou a Maçonaria “um sistema regular de moralidade, concebido em uma tensão de interessantes alegorias, que desdobra suas belezas ao requerente sincero e trabalhador”.

Porém, uma respeitada enciclopédia maçônica, a Coil’s Masonic Encyclopedia (1961), apresenta duas definições que colaboram para uma visão mais realista da Maçonaria. A primeira apresenta uma definição construída com uma base mais funcionalista:

A Maçonaria é uma ordem fraternal de homens ligados por juramento; decorrente da fraternidade medieval de maçons operativos, aderindo a muitas de suas antigas regras, leis, costumes e lendas, leais ao governo civil em que ela existe; que inculca as virtudes morais e sociais pela aplicação simbólica dos instrumentos de trabalho dos pedreiros e por alegorias, instruções e obrigações; cujos membros são obrigados a respeitar os princípios de amor fraternal, igualdade, ajuda mútua e assistência, sigilo e confiança; têm modos secretos de reconhecimento de para com outro, como maçons, quando viajando pelo mundo, e se encontram em Lojas, cada uma governada autocraticamente por um Mestre, assistido por Vigilantes, onde peticionários, após investigação particular em suas qualificações mentais, morais e físicas, são formalmente admitidos na Sociedade em cerimônias secretas baseadas em parte em velhas lendas da Arte Maçônica (Coil’s Masonic Encyclopedia, COIL & BROWN, 1961, p. 158).

Nada de errado com tal definição, que deixa clara a origem e o funcionamento da Maçonaria Especulativa. Porém, tal definição não alcança as questões que geralmente motivam tal pergunta, ou seja, quais os objetivos e finalidade da Maçonaria e o que ela defende (ou talvez ataca). Essa segunda definição, retirada da mesma enciclopédia, apresenta essa visão mais filosófica da instituição:

Maçonaria, em seu sentido mais amplo e abrangente, é um sistema de moralidade e ética social, e uma filosofia de vida, de caráter simples e fundamental, incorporando um humanitarismo amplo e, embora tratando a vida como uma experiência prática, subordina o material ao espiritual; é moral, mas não farisaica; exige sanidade em vez de santidade; é tolerante, mas não indiferente; busca a verdade, mas não define a verdade; incentiva seus adeptos a pensar, mas não diz a eles o que pensar; que despreza a ignorância, mas não reprova o ignorante; que promove a educação, mas não propõe nenhum currículo; ela abraça a liberdade política e de dignidade do homem, mas não tem plataforma ou propaganda; acredita na nobreza e utilidade da vida; é modesta e não militante; que é moderada, universal, e liberal quanto a permitir que cada indivíduo forme e expresse sua própria opinião, mesmo sobre o que a Maçonaria é, ou deveria ser, e convida-o a melhorá-la, se puder (Coil’s Masonic Encyclopedia, COIL & BROWN, 1961, p. 159).

Essa última definição expõe claramente os atributos que alicerçam a Sublime Ordem Maçônica, ao apresentar a Maçonaria como um sistema de moralidade e de ética social, tolerante, que busca a verdade, incentiva a reflexão e defende a liberdade. Entretanto, o mais importante está registrado no final de tal conceito, ao declarar que a Maçonaria, enquanto organização, não é imutável, estando aberta ao desenvolvimento. Agora, cabe a cada um de nós, maçons, darmos a nossa contribuição.

7 comentários sobre “O QUE É A MAÇONARIA?

  1. Tudo J.`. meu Ir.`.

    Meu Ir.`., tenho acompanhado os trabalhos e assuntos que dizem respeito à nossa Ordem. Prabenizo-os pelo excelente material de estudo e pesquisa.
    Aproveito o ensejo para apresentar-lhes nossa amiga a artista plástica Carmen Lara Alexandre – que lançou recentemente o Livro Arte Maçonica Numa Visão Profana – Sintra – Portugal –
    Façam uma visita no Blog – Carmen Lara Alexandre, e confira.

    T.`.F.`.A.`.

  2. Caro Ir.`.
    Uma coisa que me intriga é que é dito na explicação do que é maçonaria, no ritual de aprendiz e na constituição do GOB, que a maçonaria é progressista. Acredito que afirmar isso hoje em dia é um pouco perigoso. O que se entende por ser progressista atualmente? Ser a favor da liberação das drogas, a favor do aborto, ser contra certos valores ditos conservadores como o direito à vida, a propriedade e a livre iniciativa. Nunca vi alguém levantar este tipo de questão no meio maçônico. No tempo em que isto deve ter sido incluído como definição de nossa ordem, ser progressista era ser contra o absolutismo, o fanatismo, a escravidão e a favor da igualdade entre os homens. Coisas que de certo modo a humanidade já conquistou. Talvez o conceito maçônico de ser progressista seja diferente da opinião corrente. Todavia isso não vem explicitado em nossos manuais. Não seria a hora de uma reavaliação?
    TFA

    Kennyo Ismail – Sim. Com certeza. Há muitos conceitos que precisam ser revisados nas constituições maçônicas brasileiras hoje em dia e esse é um deles.

  3. Belíssimo texto.
    Como sempre muito esclarecedor.
    T.’.F.’.A.’.

  4. Prezado Kennyo,

    Sou profano, mas nutro um sentimento de profundo respeito pela Maçonaria. Acompanho, há algum tempo, este seu espaço voltado ao conhecimento. Em relação a este artigo, tão apropriado, não posso deixar de registrar o excelente fragmento do texto acerca do que é a Maçonaria: que despreza a ignorância, mas não reprova o ignorante. Perfeito! Uma frase sintética, mas que talvez exprima quase tudo. Parabéns pelo excelente trabalho que desenvolve.

    Marcos Colla
    Pato Branco/PR

  5. ótimo texto, estou lendo seus trabalhos e aprendendo muito.
    T.´.F.´.A.´.

  6. Olá.
    Onde se encontra a definição de Preston de Maçonaria?
    Estou procurando no livro ILLUSTRATIONS OF MASONRY.
    É nele? Sabe qual capítulo? Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *