Publicado em

A TRADIÇÃO ROSA-CRUZ E SUAS ORDENS

Quantas Ordens Rosa-Cruzes você conhece? Segue link para um interessante estudo sobre as origens e relações entre as diversas Ordens que seguem a Tradição Rosa-Cruz. E ao final, há um anexo com a genealogia dessas Ordens.

O estudo permite compreender cinco vertentes rosa-cruzes, influenciadas por diferentes doutrinas, além da relação entre muitos de seus fundadores.

8 comentários sobre “A TRADIÇÃO ROSA-CRUZ E SUAS ORDENS

  1. Excelente post e muito esclarecedor! Obrigado por compartilhar isso conosco!

  2. Excelente post e muito esclarecedor! Obrigado por compartilhar isso conosco! Paz Profunda!

  3. […] Conheça mais textos sobre Maçonaria e Rosacruz no blog No Esquadro. […]

  4. Como saber mais sobre a doutrina?

  5. Excelente pesquisa. Gostaria de ressaltar um fato peculiar sobre a Fraternitas Rosicruciana Antiqua – FRA, fundada pelo alemão Henrich Arnold
    Krumm-Heller. No texto diz por não escolher um sucessor, isto causou um enfraquecimento internacional. Realmente podemos analisar as consequências desse ato assim. Mas o Dr. Krumm-Heller propositalmente não buscou isso. Ele queria justamente que cada liderança local fosse independente e operasse de acordo com sua particularidade.
    Tendo a cidadania Mexicana, e as cartas patentes da OTO (Reuss) e também cartas da Ordem Martinista (Papus) para operar na América Latina, assim, podemos dizer que Krumm-Heller restringiu propositalmente seu trabalho na FRA, nos países de língua espanhola e posteriormente no Brasil. A criação da FRA (1927) não decorre como uma dissidência da OTO, mas da Pansophicum Collegium – PC, como a Fraternitas Saturni, devido as divergências na OTO e a liderança de Aleister Crowley. A FRA foi estruturada inicialmente como uma Revista e cursos por correspondência até a formação de lojas (1929).
    Continue o trabalho, abraços.

    Kennyo Ismail – Acauã, é uma suposição interessante. Um tanto quanto romântica, creio eu. Necessitaríamos de algum escrito de Krum-Heller que confirmasse essa intenção proposital de restringir a FRA. Porque o que geralmente constatamos são organizações enfraquecidas pela perda de seus fundadores, quando esses não preparam legítimos sucessores.

    1. Contra fatos não há argumentos, =)

  6. Parabéns pelo excelente texto. Senti falta apenas de comentários sobre Johann Valentin Andreae ter sido o autor das obras, comentários sobre os outros dois manifestos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *